21 de outubro | 2016

Relato sobre o programa Community College: Alef Souza

Fulbright – Como você ficou sabendo do programa e o que motivou você a se inscrever?

Alef Souza – Antes de iniciar minha graduação em Comércio Exterior, sempre tive um grande desejo de viver e experienciar outras culturas. Quando comecei o curso, entrei em contato com estudantes que foram bolsistas do programa Community College e descobri mais sobre a parceria entre o IFRN e a Comissão Fulbright. Desde então, fiquei aguardando uma nova chamada e me esforcei ao máximo para conseguir o tão sonhado intercâmbio.

 

 

 

Fulbright – Que tipo de atividade você desenvolveu nos Estados Unidos?
Alef Souza – No Houston Community College cursei International Business. O programa exige dedicação integral, tive que estudar bastante, mas além de estudar, minhas atividades se estendiam a trabalho comunitário, estágio, workshops e participação em eventos da cultura americana. O programa exige dos participantes 100 horas de voluntariado. Por conta disso, trabalhei em eventos como Martin Luther King Houston Parade e em ONG’s como Community Family Centers, o Houston Food Bank e a Câmara de Empresários Latinos de Houston. Na CELH, também realizei meu estágio, no qual fiz trabalhos administrativos, organizei eventos e fiz prospecção de negócios. A oportunidade me ajudou a adquirir enorme conhecimento sobre administração, negócios e empreendedorismo. Além dos estudos, o programa conta com programação cultural intensa com visitas a museus, festivais, atrações turísticas e outras atividades.

 

 

 

Fulbright – O que foi mais interessante da experiência para você?
Alef Souza – A desconstrução de estereótipos. O Community College Initiative Program promove a internacionalização e também incentiva e encoraja de forma intensiva a troca de experiências entre culturas. Além de aprender e vivenciar a cultura Americana, o participante acaba voltando com uma enorme carga de conhecimento cultural e uma visão totalmente diferente dos EUA e de outras nações.

 

Fulbright – Qual a influência da experiência no seu futuro profissional?
Alef – Estar numa sala de aula seja de um college ou universidade americana difere totalmente do que vivenciamos no Brasil, estar em um ambiente que encoraja e propaga, de forma objetiva, a troca de ideias definitivamente me ajudou na construção de um senso crítico mais apurado. Isso me encorajou a tomar mais iniciativa e impactou minha vida profissional e pessoal. O programa requere o desenvolvimento de um projeto social em nossas comunidades, tenho um projeto em mente para desenvolver e executar após finalizar minha graduação, que consiste em prestar serviços de assessoria a pequenos empreendedores com potencial exportador que queiram inserir suas mercadorias ou serviços no mercado americano através de uma parceria bilateral entre organizações públicas e privadas em Houston.

 

Fulbright – Qual a recomendação que você daria para os futuros candidatos/bolsistas?
Alef – Se joguem de cabeça nessa oportunidade, vai ser uma experiência única na vida de vocês. Não tenham medo de falar inglês. Falem! Vocês vão ver que os Estados Unidos são uma terra diversa cheia de falas e sotaques diferentes, com o tempo vocês vão aprender e estarão falando inglês fluentemente. Não precisa ter medo de ter sotaque ou falar errado. Respirem e aproveitem cada segundo e vivam essa imersão incrível da cultura americana proporcionada pelo CCIP. Agarrem cada oportunidade e façam sucesso. O programa e todos os seus envolvidos sempre são empáticos e prestativos acerca das necessidades dos estudantes e procuram sempre oferecer o melhor e as melhores oportunidades aos participantes, encorajando sempre o feedback construtivo para aperfeiçoamento do programa.

 

 

 

Saiba mais sobre o programa Community College em parceria com IFs