1 de setembro | 2016

Relato sobre a Cátedra Dra Ruth Cardoso: Hebe Mattos

“Atraíam-me a experiência de levar um pouco da reflexão historiográfica brasileira sobre escravidão para alunos de graduação e pós-graduação da Columbia University, bem como a oportunidade de complementar o manuscrito em que eu estava trabalhando – sobre raça e escravidão no Brasil em perspectiva atlântica, com apoio dos recursos acadêmicos oferecidos pela instituição e em intercâmbio com os colegas historiadores e cientistas sociais nela atuantes.

 

>>> Veja os requisitos para se inscrever na Cátedra Ruth Cardoso

 

Nos EUA, desenvolvi um “lecture course” –  Slavery Memory in Brazil: um curso de pós-graduação – Slavery, Race and Social Identities: the case of Brazil in Atlantic perspective e participei de diversos seminários, palestras e mesas redondas, sobre tudo sobre meus filmes de pesquisa sobre memória da escravidão. Desenvolvi o projeto de pesquisa Memory of Slavery and Race: Brazilian Self-Narratives in Historical Perspective, com a redação de diversos papers e artigos sobre o tema.

 

 

O contato com o grupo de pesquisa “Digital Black Atlantic” que resultou, na minha volta ao Brasil, em um projeto colaborativo de pesquisa entre Columbia e a Faperj, coordenado por mim em colaboração com o David Scott, da Columbia University foi um dos principais frutos da bolsa. A bolsa foi fundamental para que esta parceria pudesse se estabelecer.

 

 

Este é um programa para pesquisadores com carreiras consolidadas no Brasil. A ideia é promover o intercâmbio entre a reflexão científica brasileira em diversas áreas das ciências sociais e o circuito acadêmico da cidade de Nova York interessado em temas latino americanos. O ILAS (Institute of Latin America Studies) da Columbia University é um espaço de trabalho especialmente estimulante do ponto de vista acadêmico.”