15 de julho | 2015

Fulbrighters lançam livro para auxiliar no ensino de inglês no Brasil

 

Os estudantes americanos Megan Meyerson e Armen Kassabian passaram 2014 inteiro no Brasil trabalhando como professores assistentes de língua inglesa em universidades pelo país. Da experiência em sala de aula e do contato com os alunos nas faculdades brasileiras, nasceu o livro Beyond the “To Be” Syndrome: A an Alternative Method to Teaching Language, o e-book traz ideias para professores de inglês sobre como transformar a aula em uma experiência interativa e divertida que vai muito além do verbo “to be”.

 

Ainda sem tradução para o português, o e-book está disponível na loja Amazon brasileira e pode ser baixado gratuitamente para usuários do Kindle Unlimited. O download também pode ser feito por quem não possui um E-reader: é só baixar o aplicativo de leitura gratuito do Kindle para smartphones, tablets e computadores. Beyond the To Be Syndrome dá professores de inglês a oportunidade de transformar as aulas em uma experiência prazerosa na qual os estudantes aprendem a língua com atividades em que interagem com os colegas. As atividades sugeridas foram testadas, podem ser alteradas e utilizadas para praticamente qualquer tipo de tema de vocabulário e gramática em diferentes faixa etárias.

Sobre os autores:

 

 

Megan Meyerson formou-se na Nebraska Wesleyan University em Espanhol. Após trabalhar um semestre como professora substituta em escolas públicas nos Estados Unidos, ela recebeu a bolsa para ser professora assistente de inglês no Brasil. Megan passou nove meses em Aracaju, Sergipe, dando aulas em cursos do Inglês Sem Fronteiras, na Universidade Federal do Sergipe. Além das aulas na universidade, Megan foi voluntária na Nossa Escola, onde ensinou alunos com idades entre 6-12 anos. Atualmente, a americana mora em Lincoln, no Nebraska, onde é professora de espanhol em uma escola de Ensino Médio local.

 


Armen Kassabian ensinou inglês na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) em Cuiabá durante o ano acadêmico de 2014. Ele se especializou em lecionar com métodos interativos, no uso da tecnologia e da escrita criativa em suas aulas. Enquanto esteve no Brasil, Armen também trabalhou em escolas de Ensino Fundamental. O americano também iniciou um projeto de aulas de inglês em Libras (Língua Brasileira de Sinais) para estudantes surdos. O projeto prosseguiu na UFMT mesmo depois do estágio de Armen. O Fulbrighter é professor de inglês e francês em Nova York e, no momento, está estudando para seu mestrado em Teaching English to Speakers of Other Languages (TESOL) na Long Island University. Atualmente ele leciona no New York City Board of Education.